Boas vindas

Os Tamborins Estão Tocando!

Caro visitante,  Estamos finalmente, com uma reformulação do blog em curso! Depois de quatro anos, com mudança de gerenciador e remane...

Desenho Animado: O cinema da irrealidade

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Gilberta Mendes
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 5 / 1967 , p. 8-10. 
Ano: 1967
País: Brasil

Resumo

É errado pensar-se no desenho-animado como um ramo subsidiário da arte e do cinema. Ao contrário, ele é uma nova arte.
No entanto, o fato de  que a sua composição, seleção, filmagem e processo de edição sejam criados numa mesa de desenho, não altera os princípios fundamentais de como um filme normal é realizado. [...]

Palavras-chave: Animação, Desenho animado, Cinema

Para o texto completo, clique aqui!

Animação no Documentário

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Joana Nin
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 50 / 2010, p. 28. 
Ano: 2010
País: Brasil

Resumo

O edital de curtas-metragens da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV/MinC) lançado no começo de 2010 trouxe uma novidade: abriu concurso para escolher 20 projetos, divididos entre as categorias de Ficção e Documentário, “sendo aceitas técnicas de animação em ambos os gêneros”. É a primeira vez que a separação é feita desta forma, e não considerando a animação como um gênero à parte. Ainda que o uso de técnicas de animação em filmes documentais não seja propriamente uma novidade, nossa tradição documentária até recentemente não tinha explorado muito essa linguagem. No Brasil, é o curta que vem ocupando este espaço. [...]

Palavras-chave: Animação, Cinema, Documentário animado

Para o texto completo, clique aqui!

Novos Caminhos para a Animação Experimental

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Marcos Magalhães
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 54 / 2011 , p. 45-48. 
Ano: 2011
País: Brasil

Resumo

A Animação, origem de todas as linguagens audiovisuais, é arte de invenção por excelência. Desde Joseph Plateau (1801-1883) e Emile Reynaud (1844-1918), os desenhos e objetos animados quadro a quadro se constituíram no mais essencial tubo de ensaio para a experimentação de técnicas e estilos do que se passou a chamar de Cinema. Isto posto, pode-se concluir que não se faz animação sem inovação ou experimentação. Mesmo na obra mais comercial é quase impossível escapar de um ou outro fator de risco, tentativa ou pura ousadia no visual, na narrativa ou concepção estética, já que tudo em uma animação é intermediado pela mente e pelas mãos do(s) indivíduo(s) criador(es). [...]

Palavras-chave: Animação experimental, Inovação

Para o texto completo, clique aqui!

Natal dos Animadores: Um depoimento pessoal sobre o papel do Anima Mundi

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Marão
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 60 / 2013 , p. 27-31. 
Ano: 2013
País: Brasil

Resumo

Em 1993 eu estudava na Escola de Belas Artes da UFRJ quando aconteceu algo que mudaria toda a minha vida profissional, meu círculo de amizades e até os meus relacionamentos afetivos. em uma pequena sala de 100 lugares no centro do Rio, um evento exibiria filmes de animação durante uma semana. eram poucas sessões que se repetiam diariamente, com filmes vindos de várias partes do mundo, sem legendas. Mas não importava. Mesmo sem entender russo ou alemão, eu assistia repetidamente aos mesmos curtas, retornando no dia seguinte e passando horas sentado sozinho na escadaria do CCBB entre as sessões, em um festival em sua primeira edição e onde eu não conhecia ninguém.  [...]

Palavras-chave: Animação brasileira, Cinema, História da animação, Anima Mundi

Para o texto completo, clique aqui!

Desafios do Longa: Os longas de animação brasileiros em busca de espaço

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Marta Machado
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 60 / 2013 , p. 16-20. 
Ano: 2013
País: Brasil

Resumo

A produção de longas de animação no Brasil vem crescendo rapidamente nos últimos anos. O gênero, uma espécie de membro esquisito do clube de produções brasileiras, ganha agora adeptos até entre os que nunca antes realizaram filmes de animação. Um exemplo disso é Uma história de amor e fúria, de Luiz Bolognesi, lançado nos cinemas em abril último e vencedor do prêmio de melhor longa no Festival de Annecy, um dos mais antigos do mundo para o cinema de animação. Roteirista e realizador de filmes em imagem real, Bolognesi incursionou pelo mundo da animação numa produção que, segundo o próprio, poderia ter falido sua empresa produtora. Depois de vários périplos para concretizar a obra, realizada em parceria com a Gullane Filmes, o diretor se dizia feliz com o resultado no Anima Fórum de 2012, durante o Anima Mundi. Quando perguntado, no entanto, se repetiria a dose, ele afirmou que só o faria com um projeto orçado em, no mínimo, o dobro de seu primeiro longa de animação. [...]

Palavras-chave: Animação brasileira, Cinema, Longa-metragem

Para o texto completo, clique aqui!

Situação do Desenho Animado no Brasil

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: A. Carvalhaes
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 18 / 1971 , p. 44-49. 
Ano: 1971
País: Brasil

Resumo

Em meados de agosto de 1953, os jornais cariocas anunciavam Sinfonia Amazônica como "o primeiro longa-metragem feito no Brasil por um só homem: Anélio Latini Filho". O filme estava em exibição num circuito de oito cinemas, encabeçado pelo Pathé. Dezoito anos se passaram, até que a façanha fosse reeditada por um outro desenhista solitário. Em fevereiro de 1971, os jornais de Manaus davam ampla cobertura a Presente de Natal, de Álvaro Henriques Gonçalves, "o primeiro desenho animado de longa-metragem feito no Brasil, a cores". Entre o pioneirismo de um rapaz de 28 anos (o fluminense Latini) e a persistência de um advogado de 41 anos (o amazonense Gonçalves), situam-se diversas tentativas de realizar no Brasil desenhos animados de longa-metragem. [...]

Palavras-chave: Desenho Animado, Animação brasileira


Para o texto completo, clique aqui!

A Animadora Canadense Martine Chartrand no Brasil

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Marcos Magalhães
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 49 / 2007 , p. 59. 
Ano: 2007
País: Brasil

OBS:  Este artigo é a 3a. parte do artigo CTAv e NFB: Um acordo que veio do espaço.

Resumo

No âmbito do novo acordo de cooperação, a animadora canadense Martine Chartrand, esteve no Brasil, em meados de 2007, para uma série de palestras e workshops sobre a técnica de animação em pintura sobre vidro. A visita começou por Salvador, em julho, onde Martine foi uma das convidadas do evento Cinema como meio de transformação: diversidade e inclusão no Brasil e no Canadá,  no Centro Cultural do Solar do Unhão. Também em Salvador, Martine proferiu palestra sobre Animação tradicional e novas mídias, no II Seminário Internacional de Cinema na reitoria da UFBA e realizou workshops para animadores e estudantes no Museu de Arte Moderna [...]

Palavras-chave: Animação, Desenho animado, Pintura sobre vidro, Martine Chartrand

Para o texto completo, clique aqui!

Animação de Recorte do Stopmotion ao Digital

 

Dissertação de Mestrado
(indexado pela 1a. vez em 06/10/2011)


Autor(a): Daniel Pinheiro Lima
InstituiçãoUniversidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Programa
Curso de Mestrado em Artes Visuais da Escola de Belas Artes da UFMG
Orientador(a): Francisco Carlos de Carvalho Marinho
Ano: 2009
PaísBrasil.

Resumo

A presente dissertação é um estudo acerca da técnica de animação derecorte, Abrange sua história, e focaliza as ferramentas usadas nas produções manuais e digitais dando principal ênfase em como novas tecnologias digitais podem favorecer a produção da animação de recorte e qual o impacto técnico esses recursos podem ter na criação de personagens. Aponta também aplicações interativas que utilizam o recorte. Apesar do direcionamento técnico o trabalho pretende levantar questões quanto ao estilo e a adequação do formato ao discursoque se pretende ao optar por um caminho ou outro em uma produção

Palavras-chaveAnimação de recortes, Animação por computador, Computação gráfica , Tridimensional, Artes, Animação gráfica tridimensional, Animação (cinematografia) Técnica, Animação de personagens

Abstract

The present essay deals with questions surrounding the cut-out animation technique. Covers its history and analyzes both manual and digital production tools.The essay emphasizes how new technologies can help the production of animation and what is the technical impact that those tools may have in character development.It also discuss interactive applications that make use of cut-out techniques. Altough it has a technical aproach, the essay brings up questions about style and about the fitting of the format to the intended speech when an option is made for one way or another in a production.

KeywordHypermedia, Animation, Animation techniques


Para o texto completo, clique aqui!

Cinemabilia - Carta de Roberto Miller

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Roberto Miller
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 54 / 2011 , p. 96. 
Ano: 2011
País: Brasil

Resumo

Carta de Roberto Miller ao repórter cinematográfico Pedro Lima, de O cruzeiro. [...]

Palavras-chave: Animação experimental, Expressionismo, Roberto Miller


Para o texto completo, clique aqui!

Alfabetização Audiovisual

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Guy Boris Lebrun
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 2 / 1966 , p. 45-46. 
Ano: 1966
País: Brasil

Resumo

Pela primeira vez no Brasil o cinema será efetivamente colocado a serviço da alfabetização através da série O Alfabeto Animado, em fase de produção com recursos fornecidos por convênio entre o INCE e o Departamento Nacional de Educação, a quem coube também a supervisão pedagógica do projeto. Os roteiros foram elaborados com a assessoria da professora Maria de Lourdes Wey Martz, cabendo a execução dos filmes aos estúdios Gui.[...]

Palavras-chave: Educação, Animação, Animação brasileira

Para o texto completo, clique aqui!

A Arte do Título

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Milton Lando
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 3 / 1967 , p. 56-59. 
Ano: 1967
País: Brasil

Resumo

O porte de documentos é obrigatório.  Livro também usa identidade. Suas primeiras folhas sempre se referem às suas origens: título, autor, traduções, data e local de impressão; sem falar no conteúdo de suas orelhas, prefácios, contracapa. No automóvel, procurando no bloco do motor, no assento, no painel, encontramos sempre placas com letras e números. Resumindo: tudo o que o homem produz deve levar etiqueta, classificação, ficha.
Em termos de cinema, os dados sobre a produção do filme, seu nome, os da equipe, estão incluídos no setor chamado titulagem. Que já foi coisa muito simples, como se pode ver nos filmes antigos. [...]

Palavras-chave: Motion Graphics, Animação, Cinema


Para o texto completo, clique aqui!

Curta-metragem, O Nosso Amor

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Abdia Rodrigues
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 21 / 1972 , p. 44-47. 
Ano: 1972
País: Brasil

Resumo

Regina Jehá. Stil. Harry Rotiman. Eles são os jovens ganhadores do Prêmios INC e e troféus Humberto Mauro/1971. Foram votados, respectivamente, primeiro, segundo e terceiro "melhor diretor" da curta-metragem. Seus filmes diferem muito em forma e significado. Mas revelam como denominador comum o amor ao cinema, em especial à curta-metragem. Embora, sob certos aspectos, as dificuldades que se atravessam no caminho do filme curto sejam maiores do que as enfrentadas pelo de longa-metragem, eles não receberam a premiação como um mero degrau para a produção de longos. [...]

Palavras-chave: Desenho animado, Animação brasileira, Cinema, Still

Para o texto completo, clique aqui!

"Ele e o Rabisco" e o cinema de animação

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Julio Heilbron
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 22 / 1967 , p. 65-68. 
Ano: 1967
País: Brasil

Resumo

A história do filme de animação, com bonecos e cenários de três dimensões, remonta ao atelier da Vitagraph, em Nova York, quando, em 1907, um técnico desconhecido invento o processo tour de manivelle, graças ao qual pode-se tomar vistas imagen por imagem.
Foi no filme "L'Hôtel Anté", de Stuart Blackton, que o público pôde ver, pela primeira vez, uma faca movimentar-se sozinha e cortar uma salchicha.[...]

Palavras-chave: Stop-motion, Animação com bonecos, Cinema de animação, Animação brasileira


Para o texto completo, clique aqui!

Indústria Animada: Longas e séries de animação no Brasil vivem seu momento mais expressivo

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Sérgio Nesteriuk
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 60 / 2013 , p. 10-15. 
Ano: 2013
País: Brasil

Resumo

Além de sua inegável pertinência artística e cultural, a animação também deve ser pensada a partir de sua relevância econômica. Dentro de um cenário de crise em muitos países e de um discurso de perspectivas otimistas para o Brasil, muito se tem discutido acerca da criação de uma indústria brasileira de animação.
O fato de esta discussão ser recente (as primeiras experiências em animação no país, as “charges animadas” realizadas pelo polivalente Raul Pederneiras, datam de 1907) já nos permite ter uma dimensão inicial do desenvolvimento da animação no Brasil e dos desafios de se transformar nosso mercado em indústria. Lembremos que grandes estúdios de animação já tinham destacada atuação comercial na década de 20 do século passado em países da europa e nos estados Unidos.

Palavras-chave: Animação brasileira, Cinema, TV.

Para o texto completo, clique aqui!

Cinemateca de Textos: As leis físicas da animação

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: John Halas e Roger Manvell
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 60 / 2013 , p. 38-42,
Ano: 2013
País: Brasil

Resumo

As leis físicas da animação
por John Halas e Roger Manvell
(Capítulo 4 do livro A técnica da animação cinematográfica – Civilização Brasileira/Embrafilme, 1979)
O comportamento de qualquer objeto no mundo natural é regulado pelas leis fundamentais da física. O movimento depende de como o objeto é afetado pelas forças da gravidade e do atrito. estas forças também afetam o comportamento dos seres vivos mas, neste caso, há um fator adicional: a matéria viva tem vontade própria e pode, portanto, lutar contra essas forças básicas, ou de certa forma modificar o seu comportamento em relação a elas.
Além das forças fundamentais da gravidade e do atrito, outras forças naturais podem regular o comportamento dos objetos e dos seres vivos. Os ventos e as tempestades, as ondas e as marés, o calor e o frio, todos pro duzem condições que afetam o comportamento físico. O peso e o tamanho dos objetos e dos seres vivos são também fatores que governam o seu comportamento.

Palavras-chave: Animação, Técnica, Halas e Manvell


Para o texto completo, clique aqui!

King Kong, Um Clássico

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Paulo Perdigão
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 22 / 1969 , p. 32-37. 
Ano: 1969
País: Brasil

Resumo

Mais de dois séculos antes de King Kong, Jonnathan Swift, descrevia a sequência, orinalmente ilustrada no livro por Job, que seria retomada quae ipsis litteris por Merian C. Cooper e Enerst Schoedsack e os efeitos especiais de Willis O'Brien. Em The Lost World, Conan Doyle narrava a insólita expedição a uma região desconhecida do Brasil, povoada por animais antediluvianos, culminando com a captura de um pterodáctilo para posterior exibição em uma feira de Londres. [...]

Palavras-chave: Animação, Cinema, Efeitos especiais, Willis O"Brien, King Kong, Filme Cultura


Para o texto completo, clique aqui!

Pequena História do Desenho Animado

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Carlos Guimarães de Matos Jr. (Dir. resp.)
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 22 / 1972 , pp. 42-45.
Ano: 1972
País: Brasil

Resumo

Além de forma de expressão estética, o desenho animado é o veiculo ideal para a comunicação do cinema com o mundo da criança. Entre seus pioneiros e artistas destacam-se, Walt Disney, um dos alicerces desta área de criação cinematográfica. Ele é o Hans Christian Andersen, os Irmãos Grimm do século XX. Mickey Mouse e as figuras de "Fantasia" são tão inesquecíveis quanto os personagens criados pelos mais geniais autores de histórias para crianças. [...]

Palavras-chave: Animação, Desenho animado, Cinema, História da animação brasileira,FilmeCultura


Para o texto completo, clique aqui!

Marcos Magalhães, A Câmera Oxberry e a Criação do Núcleo de Animação

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Marcos Magalhães
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 49/ 2007 , p. 32-37.
Ano: 2007
País: Brasil

Resumo

A partir do meu retorno do NFB, em 1982, teve início uma relação mais permanente entre Brasil e Canadá, entre a EMBRAFILME e o NFB, no campo da animação.
Em 1985, já com o acordo assinado, começaram as obras em um prédio, na Avenida Brasil. Era um galpão desativado do Ministério da Educação, onde antes se guardava e distribuía a merenda escolar.
As pessoas envolvidas na ação começaram a pensar como seria aquele espaço, como seria um estúdio de animação. Como me graduei em Arquitetura, dei palpites desde a disposição das mesas até a organização do estúdio de animação. Foi um trabalho intenso, bem idealizado. Um período muito estimulante e rico [...]

Palavras-chave: Animação, Desenho animado, Ctav, História da animação brasileira, Marcos Magalhães,Filme Cultura


Para o texto completo, clique aqui!

"Boi Arruá": Ousadia em desenho animado

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Chico Liberato
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n. 48, Nov. 1988, p. 100-105. 
Ano: 1988
País: Brasil

Resumo

Chico Liberto nasceu em 1936, em Salvador (B), onde iniciou suas atividades como artista plástico. Suas experiências com desenho animado revelam influência da cultura popular nordestina, especialmente a xilogravura e da literatura de cordel. Realizou os seguintes desenhos de curta-metragem: Ementário (1972), O que os olhos Vêem (1973), Caipora (1974), Pedro Pietra (1975), Eram-se Opostos (1978) e Muçá-Gambira (1981). Em 1984 conclui seu primeiro longa-metragem Boi-Arruá [...].

Palavras-chave: Animação, Desenho animado, Cinema, História da animação brasileira, Boi Arruá, Filme Cultura


Para o texto completo, clique aqui!

CTAv e NFB, Um Acordo que veio do Espaço

Artigo em Revista On-line
(indexada pela 1ªvez em 08/03/2016)
Nome: Marcos Magalhães
Revista: Filme Cultura / CTAv
Instituição: CTAv - n.49 / 2007, p. 50-56. 
Ano: 2007
País: Brasil

OBS:  Este artigo tem mais duas continuações:

Resumo

Na década de 1970 Brasil e Canadá se tornaram parceiros num projeto de tecnologia espacial, o satélite BrasilSat. Posto em órbita, o BrasilSat transformou as comunicações no país, encurtou distância entre cidades e tornou possível a conexão com várias partes do mundo, iniciando uma nova época com transmissão direta de voz, imagem e dados.
O sucesso inicial dessa parceria desdobrou-se em outros acordos de troca e repasse de tecnologia entre as agências governamentais dos dois países. Um deles uniu pelo lado do brasileiro, a Empresa Brasileira de Filme (EMBRAFILME) e a Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), e pelo lado canadense, o National Film Board.
As conversações tiveram início em abril de 1975, sendo concretizadas 10 anos depois, por meio de um Acordo e Ajuste Complementar, assinado em 19 de abril de 1985. No entremeio dessa década, no entanto, ocorreram ações conjuntas entre o NFB e a EMBRAFILME. [...]

Palavras-chave: Animação, desenho animado, Ctav, História da animação brasileira, Marcos Magalhães,Filme Cultura


Para o texto completo, clique aqui!

Animação Experimental: A Contribuição do Design de Animação para Construção de um Videoclipe

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Allana Maria Santos Melo
Instituição: UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
Programa: Curso de Design
Orientador: Marcos Buccini Pio Ribeiro
Ano: 2016
País: Brasil

Resumo
A proposta a seguir pretende criar, produzir e finalizar uma animação experimental em formato de um videoclipe. A música selecionada para dar o ritmo do vídeo se intitula Clismafílico Jazzy da banda recifense ‘monstro Amor’. Ao final da produção, a temática estética possuiu traços fortes de surrealismo e psicodelia, condizentes com o perfil da banda. Para que a realização da construção do vídeo animado seja feita, ele precisará passar por etapas de produção que também serão explorados no processo de análise de toda teoria pesquisada e em sua aplicação posteriormente.

Palavras-chave: Animação experimental, videoclipe, processo de criação

Para o texto completo, clique aqui!

Criando uma Animação 2d Infantil com Abordagem Inicial da Identidade de Gênero na Educação Sexual para Crianças com Idades até 10 Anos

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Rafael Araujo Gonzales
Instituição: UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
Programa: Curso de Design
Orientador: Marcos Buccini Pio Ribeiro
Ano: 2017
País: Brasil

Resumo
O presente trabalho consiste em relatar a produção de uma animação infantil digital 2D, abordando uma introdução sobre identidade de gênero e educação sexual nas escolas, voltada para crianças com idades até 10 anos, promovendo a noção de ‘identidade de gênero’, através de uma linguagem simples e didática, com tom de uma diretriz orientadora. O projeto buscou o desenvolvimento de metodologias para a produção do curta-metragem, assim como todos os processos necessários para a sua produção, como as etapas de pré-produção, produção e pós-produção. O produto deste trabalho é uma animação baseado em um roteiro criado a partir da perspectiva do livro “Sex is a Funny Word: A Book about Bodies, Feelings, and You”, do autor e educador sexual Cory Silverberg.

Palavras-chave: Desenho animado, Identidade de gênero, Escola, Educação sexual, Produção

Para o texto completo, clique aqui!

A Psicodinâmica das Cores na Animação

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Hudson Raniel Leonardo Figueiredo Cândido
Instituição: UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
Programa: Curso de Design
Orientador: Marcos Buccini Pio Ribeiro
Ano: 2013
País: Brasil

Resumo
O presente trabalho desenvolve uma investigação sobre o uso da cor em seu espectro psicodinâmico na comunicação, definindo um meio de aplicá-lo dentro de técnicas de narrativa visual numa animação bidimensional. Foram estudados os meios de estruturação da pesquisa científica, com passos definidos para viabilizar o trabalho. Com isso foi possível começar a pesquisa, observando a história da animação e do uso das cores, seus métodos e suas aplicações, deixando pronta uma base para a solução dos problemas de pesquisa definidos. O projeto se apoiou em métodos de estruturação de gráficos narrativos a fim de transmitir uma mensagem imagética com pesquisas sobre o impacto das cores sobre o homem, desde sua fisiologia até o seu entendimento no mundo, reduzindo o caráter artístico da definição de cores para composição da paleta das cores no processo de desenvolvimento do projeto de animação. Os resultados destas investigações culminaram em anotações para o desenvolvimento de um método de escolha de paleta de cores, que dentro método de criação de design de Bruno Munari, baseadas em resultados de pesquisas anteriores da relação humana com as cores de Modesto Farina, respondem a uma função dramática dentro da narrativa como sugerido pelos gráficos de Bruce Block.

Palavras-chave: Design Gráfico, Animação bidimensional, narrativa visual, psicodinâmica das cores

Para o texto completo, clique aqui!

O Cinema de Animação Durante o Ciclo de Super 8 do Recife

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Christiane Quaresma Medeiros
Instituição: UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
Programa: Curso de Design
Orientador: Marcos Buccini Pio Ribeiro
Ano: 2013
País: Brasil

Resumo
ste trabalho busca pesquisar e analisar animações pernambucanas produzidas durante o contexto do ciclo de super 8 do Recife (década de 1970 e início de 1980). A pesquisa orienta-se segundo abordagem teórica proposta por Michael Baxandall, que propõe um olhar sobre a obra histórica do ponto de vista de seu processo criativo, na medida em que este reflete, antes, determinadas circunstâncias do contexto sociocultural onde a obra foi gerada. Assim, é papel deste trabalho debater sobre estas circunstâncias, que abrangem desde especificidades técnicas das tecnologias envolvidas (no caso, a cadeia produtiva envolvendo as películas de super 8, 16 e 35mm), problemas de acessibilidade das mesmas, valores culturais que estes materiais adquirem e como são abarcados pelo mercado, e que movimentos estéticos são concebidos em torno dos mesmos. Entenderemos, antes, como estas ferramentas se inserem no processo produtivo de animação, numa década em que esta linguagem ainda era uma arte exclusivamente filmada e dependente da tecnologia de bitolas, câmeras e projetores para ser produzida e comercializada. O estudo se divide em duas etapas: a pesquisa e seleção destas animações, e a análise das animações selecionadas. Foram encontradas 12 animações produzidas no recorte periódico proposto, a maior parte delas em super 8. De todas, tivemos acesso apenas a seis, que compõem o corpus a ser analisado. Foi considerado na análise a aplicação de soluções que refletissem a ideologia e os parâmetros estéticos que envolveram o contexto produtivo do ciclo de super 8 do Recife. A pesquisa visa suprir, ainda, uma lacuna historiográfica, trazendo narrativa à produção de animação pernambucana, ainda que restrita a uma única década desta história.

Palavras-chave: História da animação pernambucana, ciclo do super 8 do Recife, processo criativo, cultura

Para o texto completo, clique aqui!

Experimentação e Tradição em Narrativas de Animação: Uma Análise das Produções Brasileiras Vencedoras do Anima Mundi (2004-2014)

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Mizac Campos de Oliveira
Instituição: UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
Programa: Curso de Design
Orientador: Diego Gouveia Moreira
Ano: 2016
País: Brasil

Resumo
O cinema nasceu a partir de experimentações das tecnologias que surgiam na revolução industrial no fim do século XIX. Com o passar do tempo, a sétima arte incorporou elementos, como roteiro, tipos de plano, movimentos de câmera, montagem, figurino, cenografia, decupagem, som e gênero do filme. Cada vez mais, o cinema de animação tem ganhado espaço. No Brasil, o Anima Mundi aparece como um dos principais festivais da área. Este trabalho problematiza quais animações brasileiras vencedoras do Anima Mundi, de 2004 a 2014, exploram experimentações em suas narrativas e como conseguem se afastar da narrativa mais tradicional. O objetivo é identificar as animações brasileiras vencedoras do Anima Mundi que apresentam rupturas na narrativa tradicional e mostrar como essas experimentações acontecem. Para isso, esta monografia realiza, inicialmente, uma ampla discussão sobre a narrativa cinematográfica e o cinema de animação. Na sequência, apresenta os vídeos vencedores do festival e analisa o projeto ético-estético de cada um com a intenção de identificar os que promovem experimentação na linguagem das animações e os que apresentam uma narrativa mais tradicional. Por fim, a pesquisa revela a importância das experimentações no cinema de animação para aprimorar e estimular novas potencialidades dentro desse tipo de filme.

Palavras-chave: Experimentação, Tradição, Narrativa, Cinema de animação, Anima Mundi

Para o texto completo, clique aqui!