Pagina inicial

Caro Amante E Estudioso da Arte Animada

Estamos Na Estrada! Completamos 18 meses de uma costante alimentação do nosso animado INDEX, onde tivemos apoio da Professora Dra. Índia Ma...

Qual seu nome Irmão de Jorel? Um paralelo entre identidade cultural brasileira e identificação no cinema

 

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Patrick da Rosa Miranda Rodrigues
Instituição: 
UFPel - Universidade Federal de Pelotas
Programa: Curso Cinema de Animação - Centro de Artes
Orientador: Maurício Rodrigues Gonçalves
Ano: 2018
País: Brasil

Resumo
A partir da análise da série animada Irmão do Jorel (Juliano Enrico, 2014-presente) esse artigo busca a relação entre o processo de identificação cinematográfica secundária (AUMONT, 2013) e identidade cultural brasileira na atualidade. Iniciando com a revisão da história do conceito de identidade cultural brasileira, este artigo visa analisar as alterações no conceito de identidade cultural ao longo do tempo, a fim de verificar como isso refletiu na construção de uma animação caracterizada como brasileira.

Palavras-chave: Animação, Identidade, Cultura, Irmão do Jorel, TCC.


Abstract
From the analysis of the animated series Jorel's Brother (Juliano Enrico, 2014-present) this article seeks the relationship between the process of secondary cinematographic identification (AUMONT, 2013) and Brazilian cultural identity at the present time. Beginning with a review of the history of the concept of Brazilian cultural identity, this article aims to analyze the changes in the concept of cultural identity over time, in order to verify how this reflected in the construction of an animation characterized as Brazilian.


Para o texto completo, clique aqui!

   

Animação Experimental: O conceito nos filmes A Olho Nu e Euforia

 

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Luana Biagioni Carvalho Santa Rosa 
Instituição: 
UFPel - Universidade Federal de Pelotas
Programa: Curso Cinema de Animação - Centro de Artes
Orientadora: Carla Schneider
Ano: 2018
País: Brasil

Resumo
Neste artigo objetivamos conceituar o que é animação experimental. Para isso, apresentamos o panorama histórico dos realizadores desse tipo de filme no Brasil e refletimos sobre a prática de dois filmes produzidos durante o curso de Cinema de Animação na Universidade Federal de Pelotas, sendo eles A Olho Nu (2018) e Euforia (2018).

Palavras-chave: Cinema de Animação, Animação Experimental, Animação Brasileira, TCC.


Abstract
In this article we aim to conceptualize what is experimental animation. For that, we present the historical panorama of the directors of this type of film in Brazil and we reflect on the practice of two films produced during the course of Cinema de Animação at the Universidade Federal de Pelotas, being A Olho Nu (2018) and Euforia (2018).

Para o texto completo, clique aqui!

   

As Narrativas do Eu no Cinema de Animação: Uma reflexão poética sobre o curta-metragem 'Só sei que foi assim'

 

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Giovanna Muzel da Paixão
Instituição: 
UFPel - Universidade Federal de Pelotas
Programa: Curso Cinema de Animação - Centro de Artes
Orientador: Guilherme Carvalho da Rosa
Ano: 2018
País: Brasil

Resumo
O presente trabalho tem como objetivo fazer uma reflexão sobre o percurso poético na realização do curta-metragem animado Só sei que foi assim (2018). O filme consiste no meu Trabalho de Conclusão de Curso no Bacharelado em Cinema de Animação da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). A pesquisa propõe-se a fazer esta reflexão em dois momentos: o primeiro sendo um inventário de motivações e relatos da memória até a realização do filme, o segundo como uma reflexão sobre as condições históricas de surgimento de tais memórias coletadas e como elas reverberam no que está presente no filme, seja pelo diálogo, temática ou imagem. Os autores que serão vistos estabelecem uma relação “orgânica” com o trabalho e serão chamados à discussão na medida da necessidade. No entanto, alguns autores são centrais para investigação como por exemplo Michel Foucault e suas ideias expressas sobre o processo de hermenêutica do sujeito. Mas, também, o trabalho estabelece diálogo com outros autores como Paula Sibilia, Judith Butler e Henri Bergson.

Palavras-chave: Poética das Imagens Animadas, Autoficção, Hermenêutica, Narrativa, TCC.



Para o texto completo, clique aqui!

   

Personagens LGBT na Animação Seriada Infantil Steven Universo e a Representação da Comunidade LGBT

 

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Cesar William Boletti
Instituição: 
UFPel - Universidade Federal de Pelotas
Programa: Curso Cinema de Animação - Centro de Artes
Orientadora: Ana Paula Penkala Dias
Ano: 2018
País: Brasil

Resumo
Poucas são as animações infantis que trazem personagens que fujam das normativas de gênero e sexualidade. Desse modo, as séries animadas, muitas vezes generalizadas como exclusivas para o público infantil, acabam não trazendo personagens que representam a comunidade LGBT. Nesse sentido, durante anos, inúmeros personagens foram apropriados pela comunidade como ícones LGBT, como resistência frente ao apagamento dessas identidades. Com o advento da série Steven Universo (Steven Universe, 2013) esse trabalho foi proposto, a fim de tentar analisar como esse produto de animação, utilizando das metáforas e antropomorfismo, apresenta personagens fora da normatividade de gênero e sexualidade, tendo como base principal de análise, os conceitos de performatividade de gênero proposto por Judith Butler.

Palavras-chave: Performatividade de Gênero, Séries de Animação, Judith Butler, TCC.


Abstract
There are few children's animations that bring characters who escape gender norms and sexuality. In this way, the animated series, often generalized as exclusive to the children's audience, end up not bringing characters that represent the LGBT community. In this sense, for many years, numerous characters were appropriated by the community as LGBT icons, as resistance against the erasure of these identities. With the advent of the Steven Universe series (Steven Universe, 2013) this work was proposed in order to try to analyze how this product of animation, using the metaphors and anthropomorphism, presents characters outside the normativity of gender and sexuality, having as main base of analysis, the concepts of gender performativity proposed by Judith Butler.


Para o texto completo, clique aqui!

   

Entre o Representacional e o Abstrato nos Créditos de Abertura de Saul Bass

 

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Bruno Gomes de Lima
Instituição: 
UFPel - Universidade Federal de Pelotas
Programa: Curso Cinema de Animação - Centro de Artes
Orientador: Guilherme Carvalho da Rosa
Ano: 2018
País: Brasil

Resumo
A pesquisa consiste na observação de uma possível tensão entre o representacional e o abstrato na prática gráfica e cinética em créditos de abertura desenvolvidos por Saul Bass no início de seu percurso artístico, durante a década de 1950. O recorte da pesquisa se estabelece a partir dos três primeiros filmes com créditos realizados pelo artista: O homem com o braço de ouro (1955) e Anatomia de um assassino (1959), ambos de Otto Preminger, e Um corpo que cai (1958), de Alfred Hitchcock. A pesquisa tem como objetivo geral contribuir para um pensamento da imagem animada que não esteja restrito a um paradigma representacional, mas que considere a tensão deste com uma expressão abstrata do movimento. De forma específica, intenta-se observar o desdobramento da prática da animação dentro do enquadramento de
imagens com uma ontologia gráfica.

Palavras-chave: Créditos de Abertura, Saul Bass, Design e Animação, Representacional e Abstrato, TCC.


Abstract
The research consists in the observation of a possible tension between the representational and the abstract in the graphic and kinetic practice in opening credits developed by Saul Bass at the beginning of his artistic journey during the 1950s. The research cut is established from the first three films with credits made by the artist: Otto Preminger’s The man with the Golden arm (1955) and Anatomy of a murder (1959), and Alfred Hitchcock's Vertigo (1958). The general objective of the research is to contribute to a thought of the animated image that is not restricted to a representational paradigm, but that considers the tension of this with an abstract expression of the movement. Specifically, we intend to observe the unfolding of the practice of animation within the framework of images with a graphic ontology.


Para o texto completo, clique aqui!