Pagina inicial

Caro Amante E Estudioso da Arte Animada

Estamos Na Estrada! Completamos 18 meses de uma costante alimentação do nosso animado INDEX, onde tivemos apoio da Professora Dra. Índia Ma...

Entre o Representacional e o Abstrato nos Créditos de Abertura de Saul Bass

 

Trabalho de Conclusão de Curso

Nome: Bruno Gomes de Lima
Instituição: 
UFPel - Universidade Federal de Pelotas
Programa: Curso Cinema de Animação - Centro de Artes
Orientador: Guilherme Carvalho da Rosa
Ano: 2018
País: Brasil

Resumo
A pesquisa consiste na observação de uma possível tensão entre o representacional e o abstrato na prática gráfica e cinética em créditos de abertura desenvolvidos por Saul Bass no início de seu percurso artístico, durante a década de 1950. O recorte da pesquisa se estabelece a partir dos três primeiros filmes com créditos realizados pelo artista: O homem com o braço de ouro (1955) e Anatomia de um assassino (1959), ambos de Otto Preminger, e Um corpo que cai (1958), de Alfred Hitchcock. A pesquisa tem como objetivo geral contribuir para um pensamento da imagem animada que não esteja restrito a um paradigma representacional, mas que considere a tensão deste com uma expressão abstrata do movimento. De forma específica, intenta-se observar o desdobramento da prática da animação dentro do enquadramento de
imagens com uma ontologia gráfica.

Palavras-chave: Créditos de Abertura, Saul Bass, Design e Animação, Representacional e Abstrato, TCC.


Abstract
The research consists in the observation of a possible tension between the representational and the abstract in the graphic and kinetic practice in opening credits developed by Saul Bass at the beginning of his artistic journey during the 1950s. The research cut is established from the first three films with credits made by the artist: Otto Preminger’s The man with the Golden arm (1955) and Anatomy of a murder (1959), and Alfred Hitchcock's Vertigo (1958). The general objective of the research is to contribute to a thought of the animated image that is not restricted to a representational paradigm, but that considers the tension of this with an abstract expression of the movement. Specifically, we intend to observe the unfolding of the practice of animation within the framework of images with a graphic ontology.


Para o texto completo, clique aqui!