Pagina inicial

Caro Amante E Estudioso da Arte Animada

Estamos no nosso 3o. ano de constante alimentação do nosso animado index, AdA, onde tivemos o apoio da Professora Dra. Índia Martins (UFF),...

Indústria Cultural e Filme de Animação: Perspectivas da formação cultural no mundo contemporâneo

Dissertação de Mestrado


Nome: Ettore Riter
Instituição: Universidade Federal de Goiás / UFG - Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Orientadora: Susie Amâncio Gonçalves de Roure
Ano: 2018
País: Brasil


Resumo
O presente estudo visa analisar a associação existente entre o cinema de animação e o mal-estar na modernidade líquida, período histórico marcado por mudanças nas comunicações, nas relações interpessoais, na identidade de povos e nações, na integração global, na presença do capital internacional e sua interferência em questões locais e nacionais, com reflexos na individualidade do ser humano e no seu comportamento social. O cinema, como representação da realidade, não está alheio a esse fenômeno da modernidade. Assim, a partir da análise fílmica da obra A Pequena Loja de Suicídios, este estudo busca traçar quais elementos deste malestar estão presentes no filme e como o cinema de animação interpreta essas questões. A partir disso, será possível perceber qual a contribuição do cinema de animação para o debate acerca do mal-estar na modernidade líquida. O método empregado foi a análise fílmica, embasada por um levantamento teórico dos conceitos de mal-estar, modernidade líquida, identidade e cinema de animação. O resultado foi uma análise que apontou uma forte relação entre as abordagens de A Pequena Loja de Suicídios sobre o suicídio e o mal-estar na modernidade líquida, com os conceitos da sociologia sobre esses temas. O cinema de animação foi capaz de representar a cultura ocidental marcada pelo mal-estar na modernidade líquida a tal ponto de se colocar como um, cada vez mais, importante meio de comunicação e identificação entre a arte e a sociedade.

Palavras-chave: Teoria crítica da sociedade, Subjetividade, Cinema de animação, Ideologia, Pseudoformação, Dissertação.

Abstract
The contemporary capitalist society reproduces through Cultural Industry, ideological and social processes, promoting a type of formation adapted to the way of life and the objectives of this model of social organization. In this work, the cinema was highlighted, especially the animated film. In the Cultural Industry, the animated film is produced based on successful formulas, both in its forms, effects and repetitions, as well as in the construction of characters and narratives, which results in audience satisfaction and profitability. It contains sociological and technical elements, full of representations of social objects and their ideologies; it presents its contents to viewers through layers of meanings, both apparent and hidden; the senses of the viewers are flooded by audiovisual stimuli in such a way that hold their attention; the aesthetic experience which the film provides collaborates with the production of pseudoformation, a form of formtation. This research effort discusses the role the animated film plays in the cultural formation of the individual, since childhood. The family is a place of intense affective and social relations, fundamental to socialization; it presents social models and ideologies that are reaffirmed in other social relations, providing a consistency and apparent social harmony. Based theoretically on the Critical Theory of the Society this research was an analysis of the animated film "Minions", in addition to the content analysis model used by Adorno, to apprehend the layers of meanings presented in the object. Content and patterns of socially validated behaviors related to narcissism, barbarism and violence, were identified. The use of humor (laughter) in the smoothing of these elements and in the desensitization of the viewers regarding the ferocity of the society of domination and exploitation, was verified through the production of tension-relief dynamics.

Keywords: Critical theory of society, Subjectivity, Animated film, Ideology, Pseudoformation.



Para o texto completo, clique aqui!