Boas vindas

Os Tamborins Estão Tocando!

Caro visitante,  Estamos finalmente, com uma reformulação do blog em curso! Depois de quatro anos, com mudança de gerenciador e remane...

Uma Odisseia Onírica Infantil

    

Resenha de Filme em Revista On-line
(indexado pela 1a. vez em 17/10/2011)


Autor(a): Karla Hansen
Revista: Revista Educação Pública do Estado do Rio de Janeiro
Órgão: Fundação Cecierj
Ano: 15/01/2004
PaísBrasil.

O filme de animação "A Viagem de Chihiro", uma fábula japonesa,  arrebatou prêmios em todo o mundo (entre eles, o Oscar de melhor filme  de animação e o Urso de Ouro no Festival de Berlim) e tanto o público infantil quanto o adulto.

Chihiro  é uma menina mimada e medrosa que está viajando de mudança  para outra cidade com seus pais. Só que, num desvio do caminho, eles  param diante de um velho túnel e resolvem investigar. O pai toma a  frente, determinado a explorar o misterioso túnel, a mãe o segue e  Chihiro choraminga, querendo ficar, mas logo o medo de ficar sozinha  é  maior e ela corre atrás dos adultos, se agarrando aos braços da mãe. Do  outro lado, há um parque abandonado e uma típica vila tradicional  japonesa, completamente desabitada. Nas ruas, lojas de comida exibem  pratos fresquinhos em abundância. Com fome e atraídos pelo aroma das  iguarias, os pais de Chihiro resolvem sentar e comer. Enquanto isso, a  menina decide conhecer o lugar e encontra o menino Haku, que a orienta a  sair dali antes do pôr-do-sol. Assustada, Chihiro volta correndo ao  encontro dos pais e descobre que eles foram transformados em porcos.

Tarde demais! Chihiro está presa a esse mundo encantado, povoado por  espíritos, animais e criaturas estranhas, que vivem sob o comando tirânico da malvada feiticeira Yubaba. Aí, nossa pequena protagonista  recebe um novo nome, Sen, e precisa vencer uma série de obstáculos, como  conseguir trabalho para livrar seus pais do feitiço e descobrir um modo  de voltar para seu mundo, recuperando seu verdadeiro nome. No início,  com a ajuda de Haku, Chihiro é então iniciada neste mundo paralelo e sua  aventura se torna um aprendizado sobre os valores fundamentais da vida.  Na estadia nesse mundo fantástico, a menina descobre que só com a  solidariedade de amigos e aliados ela consegue vencer as dificuldades, e  sua maior recompensa  é o seu crescimento pessoal e a afirmação de sua  própria identidade.

Além da riqueza do conteúdo, o desenho  é primoroso e todo feito agrave;  mão, antes de passar pelos processos da indústria cinematográfica. São  mais de duas horas (125 minutos) de pura fantasia, uma odisseia cheia de  surpresas e simbologias, que nos prende a atenção do princípio ao fim e  nos faz sentir como se estivéssemos mergulhados num longo sonho. Detalhe importante: já existem cópias dubladas do filme.

Palavras-chaveAnimação Japonesa, A Viagem de Chihiro, Animação clássica, Hayao Miyazaki.

 

Para o texto completo estava neste link.