Boas vindas

Os Tamborins Estão Tocando!

Caro visitante,  Estamos finalmente, com uma reformulação do blog em curso! Depois de quatro anos, com mudança de gerenciador e remane...

Imagem, Movimento e Discurso: Das gangorras à revolução em Irmão do Jorel

Dissertação de Mestrado
 
Nome: Murilo Alberto Martins Silva
Instituição: UFF - Universidade Federal Fluminense
Programa: PPGEL - Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem 
Orientador: Beatriz dos Santos Feres
Ano: 2020
País: Brasil

Resumo
Tomando como base a percepção de que o movimento consiste em uma transformação no tempo e no espaço, projeta-se para o discurso como operação de ordem narrativa e descritiva, que implicita sentidos e efeitos. Esta pesquisa, portanto, tem como objetivo compreender de que forma o movimento na imagem influencia o processo enunciativo, ou seja, como ele se configura como recurso estratégico dentro do discurso. Para isso, foi feito um recorte de um episódio da animação nacional Irmão do Jorel (Juliano Enrico, Copa Studio, 2015), mais precisamente do episódio Gangorras da Revolução, que aborda temas como repressão, ditadura e resistência. O trabalho se estrutura de acordo com a Teoria Semiolinguística de Análise do Discurso, de Patrick Charaudeau (2001), a qual concebe três níveis de construção de sentido: Semiolinguístico, Discursivo e Situacional. A metodologia de análise será aplicada de acordo com esses níveis. No nível Semiolinguístico, serão levados em consideração os aspectos formais que configuram o desenho como cartum. O nível Discursivo será desenvolvido em dois momentos, um que leva em consideração a temporalidade da imagem – podendo ser intrínseca, extrínseca ou intersticial – (no modo de organização Narrativo e nos aspectos de ordem Semântica) e outro que foca na espacialidade (no modo de organização Descritivo a partir do componente situar-localizar). Dito isso, a análise buscará compreender como as transformações do espaço e do tempo configuram o movimento discursivo dentro do desenho animado em questão e, além disso, o modo como essa transformação espaço-temporal do enunciado contribui para a construção de sentido acerca da repressão e da ditadura. O resultado mostra haver uma relação direta entre o movimento da imagem e o discurso ali presente.


Palavras-chave: imagem, movimento, discurso, semiolinguística 

Para o texto completo, clique aqui!